O Pecado NÃO Destrói!!!

Quando falei isso para uma pessoa que estava vivendo no pecado percebi um sorriso no rosto dela, mas aí vem toda a verdade: O pecado não destrói, o que destrói e mata, é aquilo que o pecado atrai para a vida do pecador, a angustia, a tristeza, a solidão, a amargura, o desprezo, o sentimento de rejeição, o medo, a vergonha… e por consequência disso tudo vem a depressão, o complexo de inferioridade e a morte espiritual.

Como diz as Sagradas Escrituras: “Então, a cobiça depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.” (Tg 1.15) Ou seja, o pecado é bom, é prazeroso, ainda que momentâneo, produz satisfação e prazer. Se o pecado destruísse quem o comete seria destruído no ato do pecado, a destruição vem depois, com o tempo, por isso existem aqueles que chegam a dizer:  “há, eu fiz e não me aconteceu nada!” É bem verdade que alguns são destruídos num espaço curto de tempo, outros demora um pouco mais, mas se não houver arrependimento e abandono do pecado, a destruição é certa!

Veja o caso de Ananias e Safira, eles mentiram ao Espírito Santo, tinham uma propriedade para vender e fizeram um voto com Deus que dariam parte da mesma como oferta, venderam a propriedade, mas não cumpriram o voto. “Entretanto, certo homem, chamado Ananias, com sua mulher Safira, vendeu uma propriedade, mas, em acordo com sua mulher, reteve parte do preço e, levando o restante, depositou-o aos pés dos apóstolos. Então, disse Pedro: Ananias, por que encheu Satanás teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? Conservando-o, porventura, não seria teu? E, vendido, não estaria em teu poder? Como, pois, assentaste no coração este desígnio? Não mentiste aos homens, mas a Deus. Ouvindo estas palavras, Ananias caiu e expirou, sobrevindo grande temor a todos os ouvintes.” (At 5.1,2,3,4) 

Analise sua vida e veja se está de acordo com a vontade de Deus, se não está, tome a decisão de agora mesmo se concertar com Ele confessando seus pecados e abandonado-os para ter uma vida nova, cheia de paz, de alegria, e o mais importante, ter certeza da sua salvação eterna. Disse Deus: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.” (Is 43.25)

Deus os abençoe sempre,

Pr. MárioPassos

 

 

Eu sou ladrão!!!

Ha alguns dias atrás eu estava ensinando as pessoas em um culto na ICTM sobre a fidelidade a Deus e disse que no livro de Malaquias Deus mostra claramente que ser dizimista fiel é uma forma de consideração a Ele, de honra e também de respeito! Ele diz: “O filho honra o pai, e o servo, ao seu senhor. Se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o respeito para comigo? – diz o SENHOR dos Exércitos” (Ml 1.6) Ou seja, quer tê-lo como Pai? Então trate de respeitá-Lo! Quer tê-lo como Senhor? Então trate de serví-Lo! Talves você me pergunte: “como posso respeitá-Lo ou serví-Lo? Pois foi exatamente isso que o povo de Israel perguntou no passado e Ele respondeu: “Vós dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível.” (Ml 1.7) Deus estava se referindo  ao que estava sendo apresentado em Seu altar (mesa do Senhor).

Deus estava se sentindo desprezado mediante ao que estava sendo apresentado a Ele, pois mostramos o que a pessoa representa para nós naquilo que fazemos por ela ou para ela. Eles  haviam deixado de fazer o melhor para Deus, como era de costume nenhum animal que era apresentado como oferta e também como dízimo, poderia ter defeito algum, por isso Ele diz “Oferecereis sobre o meu altar pão imundo quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Ml 1.7,8) Sabemos que ninguém aceita aquilo que é feito de qualquer jeito, por isso Deus pede para fazer com seu governador aquilo que tem feito com Ele para ver se este aceitaria.

No versículo 9 Deus diz: “Agora, pois, suplicai o favor de Deus, que nos conceda a sua graça; mas, com tais ofertas nas vossas mãos, aceitará ele a vossa pessoa? – diz o SENHOR dos Exércitos.” Em outras palavras Ele nos alerta que aquilo que pedimos a Ele está SIM relacionado diretamente com aquilo que apresentamos para Ele. Como posso pedir o melhor se apresento o pior? Ou não apresento nada? O que dou diz o que espero receber!

Quando a pessoa questiona a cerca de ser dizimista e ofertante da Casa de Deus ela está desprezando a Deus, ela está dizendo em outras palavras que não acredita no que está escrito nas Sagradas Escrituras, e que a Palavra de Deus é uma mentira!

“Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.” Quando lí este versículo lembro-me que um rapaz que estava sentado na primeira cadeira, pois as duas mãos na cabeça, e ficou me olhando estatelado, percebi que alguma coisa havia acontecido com ele, mas continuei com a leitura. 

 Agora vem o mandamento: “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro,” (Ml 3.10) Ele diz  TODOS, ou seja tudo o que passar pelas suas mãos deve ser dizimado, separado a décima parte (10%) e trazido a casa do Tesouro, a igreja (Tesouro com letra maiúscula refere-se ao Sr. Jesus).

 Para que serve o dízimo: “para que haja mantimento na minha casa;” (Ml 3.10) é com o dízimo que se mantém os compromissos e despesas da igreja (água, luz, aluguel, material evangelístico, etc).

 Deus nos dá a liberdade de fazermos uma prova quando diz: “e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos,” (Ml 3.10) Você só saberá se realmente funciona se fizer uma prova, passar a ser fiel.

 A promessa: “e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida. Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos..” Ml 3.10,11) Então agora você tem o mandamento, para que serve o dízimo, a liberdade de fazer uma prova, a promessa de ser abençoado de forma que não dá para se medir (benção sem medida) e ainda Ele diz que irá repreender o responsável por toda amarração que há em sua vida (o devorador).

Faça sua escolha: Continuar roubando a Deus e ser roubado pelo devorador ou fazer um voto de fidelidade a Ele ser abençoado rica e abundantemente!

Acabado o culto o rapaz me procurou e disse; “Pastor quero confessar um crime!” Fiquei assustado e disse a ele: “O que houve?” Ele respondeu: ” Sou ladrão, e o que é pior não sabia!” Percebi que ele havia entendido o sentido da palavra que fora pregada, agradeci a Deus, pois ainda que uma única pessoa que ouvindo estas palavras assuma que estava roubando e tome a decisão de mudar, já me sinto o homem mais feliz deste mundo!

 

 

 

O que é viver pela graça???

Muitos tem se confundido e tentado confundir aos outros também de que “estamos vivendo no tempo da graça e não precisamos fazer mais nada para conquistarmos o que desejamos pois Jesus Cristo já fez por nós morrendo na cruz do calvário”. Primeiro que basta você olhar para a vida destas pessoas  e verá se realmente elas tem razão, pois se estão certas devem mostrar os resultados dessa “crença” “pois é pelos frutos que se conhece a árvore”. Segundo que o Próprio Sr. Jesus nos alertou, dizendo: “Se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa, achá-la-á.” (Mt. 16:24-26).

Entenda!

Negar-se a si mesmo é viver uma vida de renuncia à sua própria vontade, é negar o seu querer, ser verdadeiramente nascido do Espírito, viver uma vida exemplar diante de amigos e familiares, fugir da hipocrisia, falsidade e engano;

Tomar a sua cruz é assumir verdadeiramente a posição de seguidor do Sr. Jesus, obedecer a Sua palavra, não ter vergonha do evangelho anunciado pelo Sr. Jesus, estar pronto para enfrentar afrontas, calúnias e difamação por causa da sua fé!

Seguir o Sr. Jesus, é fazer exatamente o que Ele fez, Ele sacrificou? Então temos que sacrificar também, Ele foi fiel até o fim? Então temos que ser fiel até o fim, seguir significa Tê-Lo como exemplo, ou você acha que é simples assim: “Ele fez tudo agora eu não preciso fazer mais nada?” Errado! Temos que pensar da seguinte maneira: “Se Ele sendo Santo teve que fazer a Sua parte, imagine nós que somos míseros pecadores?”

Se você está esperando pela “graça” e que com isso coisas vão acontecer de “graça”, vai viver uma DESGRAÇA de vida no âmbito familiar, financeiro, conjugal, sentimental e principalmente espiritual!

Ele disse: “Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará.” (Ef 5.14) Infelizmente muitos estão sendo enganados pelo fato de estarem dentro de uma igreja, carregando uma bíblia debaixo do braço, se apoiando no que fez o Sr. Jesus, achando que isso é o bastante para alcançarem uma vida de qualidade e por fim  a salvação. Se você, meu amigo leitor, não fizer a sua parte nada, absolutamente nada irá acontecer em sua vida. Então agora mesmo se levante e tome a decisão de buscar ao Deus vivo com todas a s suas forças e entendimento, para que Ele então venha se manifestar em sua vida e transformá-la completamente. “Buscar-me-eis e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração.” (Jeremia 29:13)

A GRAÇA nada mias é que uma OPORTUNIDADE que todos nós temos dada pelo Próprio Deus para alcançarmos tudo o que Ele promete em Sua Santa palavra. Por exemplo: O perdão de todos os nosso pecados alcançamos pela graça do nosso Deus que deu o Seu Único Filho para morrer por nós, mas se não nos arrependermos de nada adiante Ele ter morrido por nós, ou seja a graça é alcançada por uma atitude de FÉ!

Assim também todas as demais conquistas. Pense nisso!

Deus os abençoe sempre, Pr. MárioPasssos

O VERDADEIRO SÁBIO

 

…e o que ganha almas é sábio. Provérbios 11.30
Para o mundo, os médicos; os cientistas mais renomados; Pelé, no futebol; Tomas Edson, na invenção da lâmpada; Santos Dumont, na invenção do avião; e outros, foram pessoas sábias que se destacaram no cenário mundial. Não discordo disso, porém, na concepção divina, sábio é o que ganha almas.
O médico é limitado, pode até amenizar uma dor, diminuir o sofrimento de alguém, mas não consegue ser usado para salvar almas, salvar vidas.
Os cientistas conseguem descobrir a fórmula para um determinado remédio, mas não a fórmula da verdadeira felicidade: o gozo da alma.
Pelé levou milhões de brasileiros ao clímax das emoções com suas jogadas de mestre, mas não acrescentou nada no futuro da alma daqueles que, na época, o aclamaram rei do futebol.
Tomas Edson inventou a lâmpada, mas jamais conseguiu arrancar uma alma das trevas espirituais.
Santos Dumont inventou o avião, porém nunca conseguiu levar uma alma a voar nas asas da fé até chegar à presença de Deus.
Nenhum ser humano consegue fazer o que nós fazemos: permitir sermos usados por Deus para tirar uma alma das garras sujas do diabo, expelindo demônio a demônio como se fossem “bicho de pé”; curando, abençoando e, o mais importante, realizando a cirurgia espiritual, a qual só o Médico dos médicos é capaz de fazer, usando-nos como instrumentos nesse processo cirúrgico de “transplante de ser”. Ou seja, sai um “ser” terreno, carnal e mundano e entra um “ser” espiritual, uma natureza divina, isto é, o novo nascimento.
Para Deus, estes são os verdadeiros sábios: os ganhadores de almas, os salva vidas, que largam tudo, abrem mão da própria vida pela vida de outras pessoas que não fazem parte de seu laço familiar e sequer as conhecem. Eu sou um privilegiado por ser considerado o lixo deste mundo, porém, para o meu Deus, um “sábio”.
Obreiros (as), jovens, membros e pastores e esposas de pastores, sejamos todos sábios, sejamos todos salva vidas, vamos ganhar almas, vamos invadir o inferno para despovoá-lo para povoarmos o céu. Você pode fazê-lo aí em seu bairro, em sua cidade, em seu estado, em seu trabalho, na escola, no ônibus, enfim, vamos encher o céu!
É A ORDEM DOS DIAS, DOS MESES E DOS ANOS que faltam para Jesus voltar.
Como posso me esquecer do dia em pisei meus pés pela primeira vez na igreja, cheio de problemas, desprezado, infeliz, achava que sabia tudo, cheio de razão, mas com a vida completamente destruída? E você, se lembra de quem o convenceu a ir à igreja e iniciou o processo de ganhar sua alma?
Faça o mesmo agora com alguém. Leve o Maior número de almas possível a ICTM!
Jamais essas almas se esquecerão de você e jamais Deus Se esquecerá de fazer seus pés formosos:
Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! Isaías 52.7
Deus os abençoe sempre,
Pastor MárioPassos